Você está aqui: Página Inicial / Notícias 2017 / Bahia apresenta ações sociais para o Carnaval 2017

Bahia apresenta ações sociais para o Carnaval 2017


Foto: Luciano da Matta l Ag. A TARDE

Fonte: Agência A TARDE

O governo da Bahia lançou, nesta quarta-feria, 15, ações contra a violação dos direitos da criança e do adolescentes durante o Carnaval 2017. Elas destacam o tema Fique de Olho! Denuncie a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, campanha coordenada pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS).

O titular da pasta, Carlos Martins, apresentou as principais ações, contando com a parceria das secretarias do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), com apoio da organização não governamental Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan (Cedeca-Bahia).

Apoiam ainda a iniciativa o Ministério Público baiano, Defensoria Pública, o Observatório Estadual de Combate à Exploração Sexual e Trabalho Infantil, a Fundação da Criança e do Adolescente, a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil na Bahia e o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente.

De acordo com Carlos Martins, o plantão integrado funcionará todos os dias da folia, na sede do Procon-BA (rua Carlos Gomes), reunindo órgãos de defesa da infância.

“O Carnaval da Bahia é para brincar, mas, também, para se estar atento às questões sociais importantes. Por isso, unimos várias secretarias estaduais para tratar da questão da exploração sexual, do trabalho infantil e buscar garantir o direito integral da criança e do adolescente de forma ininterrupta. Vários profissionais estarão nas ruas da capital e nos observatórios voltados para as questões relativas à garantia dos direitos humanos”, disse o secretário.

O plantão integrado está programado para funcionar na sede do Procon, das 12h às 24h, atendendo a demandas de proteção integral na área da infância e juventude durante o Carnaval.

Além do plantão, um observatório da violação de direitos da criança e adolescentes vai reunir 23 profissionais, responsáveis por captar, sistematizar e analisar as ocorrências de violação dos direitos deste público-alvo, gerando dados e estatísticas, os quais servirão de subsídio para o fortalecimento das ações da rede de proteção à criança e ao adolescente no estado da Bahia.

O observatório funcionará dentro do Plantão Integrado, durante todo o Carnaval, 24 horas.

Catadores

A secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte,  Olívia Santana, falou sobre o projeto EcoFolia Solidária, voltado para catadores de material reciclável.

“Eu, que sou mulher e negra antes de tudo, sei da importância dessa ação, que vai contemplar essa massa de pessoas que estão em idade ativa de trabalhar, mas não dispõem de um emprego formal. O que pudermos fazer para elas terem o mínimo de dignidade será feito nessa direção”, disse ela.

Segundo Olívia, serão entregues kits com fardamento, botas, luvas, água e equipamentos de proteção individual. Nas seis centrais de coleta, nos arredores dos circuitos, os catadores também terão acesso a água e duas refeições por dia. A ação ainda assegura a compra do material coletado, via redes de cooperativas de catadores, “a preços justos e nivelados pelo mercado”, finalizou.